Para as melhores cargas,
Baixe o APP

OCB: Coopercarga participa de Grupo de Transformação para Inovação

Por: Olíria Weber Locatelli
31 de Outubro de 2019


        As práticas de inovação da Coopercarga são reconhecidas e disseminadas em âmbito nacional. Na semana passada, a Head of Innovation, Alessandra Cassol, esteve em Brasília, representando a cooperativa em um encontro do Grupo de Transformação para Inovação da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). 

    O grupo foi criado após a ideia ser levantada no último Congresso Brasileiro das Cooperativas (CBC), realizado em maio desse ano, para apoiar as cooperativas a trabalharem com inovação nos processos diários e promover a intercooperação para o compartilhamento e acesso a novas tecnologias. Fazem parte do grupo, as cooperativas que são destaque em inovação em seus setores. A Coopercarga representa o setor de transportes.

    Conforme Alessandra, o encontro foi importante para os membros elaborarem as diretrizes para a construção de um ecossistema inovador no âmbito das cooperativas brasileiras. “Acredito muito na força do cooperativismo e na intercooperação para construção de um ecossistema perene. Fazer parte de movimentos de construção de um futuro focado em Inovação me inspira mais a cada dia e reforça a Coopercarga, enquanto operador logístico, é atuante e serve de modelo em inovação”, acrescenta Alessandra. 


Diretrizes 

Confira as diretrizes estratégicas prioritárias e gerais elencadas no Congresso Brasileiro das Cooperativas e que serão trabalhadas pelo Grupo de Transformação para Inovação da Organização das Cooperativas Brasileiras


Prioritárias

Criar um canal e-commerce para compras entre as cooperativas;

Desenvolver programa de capacitação em inovação para conselheiros, dirigentes e colaboradores do Sistema OCB e das cooperativas;

Incentivar startups e aceleradoras a desenvolver soluções para o cooperativismo;

Promover a intercooperação para o compartilhamento e acesso a novas tecnologias.

 

Gerais

Ampliar o contato do cooperativismo com a academia e outros públicos de interesse e os incentivos (bolsas e prêmios) para impulsionar estudos sobre modelos digitais e novas tendências no cooperativismo;

Criação de polos de capacitação e inclusão digital de cooperados e seus familiares;

Criar um centro de estudos tecnológicos, em parcerias com faculdades e tendo como foco o desenvolvimento de novas tecnologias e tendências para o cooperativismo;

Criar e disponibilizar plataformas abertas às cooperativas;

Criar um fórum permanente de inovação do cooperativismo;

Criar um projeto de big data e inteligência artificial compartilhada com todas as cooperativas;

Criar programa para geração de novas tecnologias de gestão e governança para o cooperativismo;

Desenvolver sistema de tecnologias para votação nas assembleias, contemplando os modelos estatutários de todas as cooperativas;

Disponibilizar um banco de dados para consulta de informações sobre o cooperativismo;

Estimular a criação de cooperativas digitais e de startups cooperativas;

Estimular e criar um fundo para cooperativas digitais, startups e incubadoras;

Estimular parcerias público-privadas para pesquisas em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) na área de cooperativismo;

Incentivar o desenvolvimento de olimpíadas de startups com competições no âmbito estadual e nacional.

Incentivar, por meio de aperfeiçoamentos legais e políticas públicas, o modelo cooperativista como opção sustentável para explorar as novas tendências de se trabalhar de forma colaborativa e em rede;

Incentivar a participação de cooperativas em prêmios relacionados à inovação.


Notícias Relacionadas

Combate à Covid-19: Filial Rio de Janeiro e L’oréal realizam ação solidária

.

SAIBA MAIS

A solução para um transporte sustentável, econômico e de alta performance.

SAIBA MAIS

Foton começa a testar novo caminhão no mercado nacional

SAIBA MAIS
NEWSLETTER
Fique por dentro das nossas novidades!