CCO implanta reconhecimento anual

07/04/2018 17:16:25 Por: Atanes Zago

Share

     Reconhecimento e inclusão. Foram essas palavras que motivaram as lideranças do Centro de Controle Operacional (CCO) da cooperativa a expandir as premiações para as equipes de seu setor. “Até o ano passado, o CCO premiava apenas a área de Gestão de Frota, com o melhor operador do ano. Mas depois de muitas mudanças no setor e outras áreas que foram incorporadas, o CCO se tornou muito maior e, a partir disso, percebemos a necessidade de aumentar o reconhecimento para toda a nossa equipe”, destacou Jerry.

     Para o novo modelo de reconhecimento, os colaboradores do setor foram divididos em sete equipes, nomeadas por seus membros como: Esquadrão Classe A (Central de Fretes), Virabrequim (Captação de Cooperados e Operacional), Os Demolidores (Captação de Cooperados e Comercial), JSF - Juntas Somos Fortes (Administrativo Captação de Cooperados e Administrativo Gestão de Frota), Diesel na Veia (Gerente e assessor de gestão CCO), Superpoderosas (Supervisoras de Gestão de Frota) e Desbloqueados (Operadores de Frota). “As equipes serão medidas mensalmente por painéis de desempenho e, no fim do ano, teremos uma equipe vencedora. Essa forma de disputa, além de ser saudável entre os colaboradores, vai motivá-los a dar o seu melhor todos os dias, pois, no final do ano, a equipe que possuir o melhor desempenho será premiada”, salientou o gerente.

     A nova modalidade de reconhecimento iniciou em janeiro de 2018.

 

Saiba mais sobre a premiação

     A forma de mensuração será mensal pelos painéis de desempenho, sendo a soma do painel individual e do coletivo de cada membro da área dividida pelo total de participantes de cada equipe. A equipe que possuir o desempenho maior será nomeada como “Destaque do Mês” e receberá 30 pontos, seguindo da segunda colocada com 20 pontos e terceira colocada com 10 pontos. No fim do ano esses resultados mensais serão somados para chegar à equipe “Destaque do Ano”.

 

Nota: Quanto à definição do nome fantasia de cada equipe, coube aos participantes escolherem, sendo que a ideia era sair do óbvio e do tradicional.